Família Igreja Doméstica Testemunha da Esperança

315224335 510605737766746 1060210241661926730 n

Todos os anos, os Bispos da Conferência Episcopal do Senegal, Mauritânia, Cabo Verde e Guiné-Bissau realizam a sua Sessão Ordinária numa das suas respectivas dioceses. Neste Ano Pastoral 2022 - 2023, esta Assembleia aconteceu na Diocese de Kolda, Senegal, de 07 a 13 de novembro de 2022.


Estiveram presentes neste Encontro:


- Sua Eminência o Cardeal Arlindo GOMES FURTADO, Bispo de Santiago de Cabo Verde
- Sua Excelência Monsenhor Benjamin NDIAYE, Arcebispo de Dakar
- Sua Excelência Monsenhor Paulo Abel MAMBA, Bispo de Tambacounda
- Sua Excelência Monsenhor André GUEYE, Bispo de Thiès
- Sua Excelência Monsenhor Martin HAPPE, Bispo de Nouakchott (Mauritânia)
- Sua Excelência Monsenhor Jean Pierre BASSENE, Bispo de Kolda
- Sua Excelência Monsenhor Ildo Augusto Lopes FORTES, Bispo de Mindelo (Cabo Verde)
- Sua Excelência Monsenhor Martin Boucar TINE, Bispo de Kaolack
- Monsenhor Fulgence COLY, Administrador Diocesano de Ziguinchor
- Monsenhor Lucio BRENTEGANI, Administrador Diocesano de Bafatà (Guiné-Bissau)
- Padre Davide SCIOCCO, Vigário Geral da Diocese de Bissau
- Padre Augustin THIAW, Secretário Geral da Conferência Episcopal


Como de costume, os Bispos iniciaram os seus trabalhos com uma manhã de recolecção orientada pelo Padre Paul Bakary MANE, Padre do Foyer de Charité de Sindone. O pregador escolheu reflectir com os Bispos sobre o seguinte tema: “O impulso da Sinodalidade e o desafio da confiança”.

Nesta ocasião, debruçou sobre a importância capital da confiança, para o bom desempenho da missão pastoral que lhes foi confiada. Esta confiança abrange toda a vida e missão do pastor:

- Confiar em Deus que escolhe e estabelece o pastor do seu rebanho
- Confiança do Bispo, como pastor, em relação aos seus sacerdotes
- Confiança dos sacerdotes nos fiéis leigos.

Ele também, com base nos textos sagrados, insistiu na necessidade de confiar em Deus em todas as circunstâncias e especialmente nos momentos difíceis da vida.  

A cerimônia de abertura da Sessão Episcopal aconteceu na quarta-feira, 09 de novembro de 2022, no Centro "Les six jarres" e foi presidida por Sua Eminência o Cardeal Arlindo GOMES FURTADO, Presidente da Conferência Episcopal, na presença do Sr. Saer NDAO, Governador da Região de Kolda. Também participaram desta cerimónia:

- Sr. Al Hassane TALL, Imam Ratib da Grande Mesquita de Kolda,
- Sr. Chérif Léheîbe AIDARA, líder religioso em Saré Mamadi Diebang
- Padre Martin NGOM, Vigário Geral da Diocese de Kolda
- Sra. GUEYE Antoinette NZALE, Presidente da Coordenação das Uniões Diocesanas das Associações de Mulheres Católicas do Senegal (CUDAFCS).  

DOSSIERS
No início de seus trabalhos, os Bispos partilharam a vida de suas diferentes Dioceses e as actualidades dos seus respectivos países. Esta é sempre uma oportunidade para eles se inteirarem do que está acontecendo nas todas as Igrejas irmãs da Conferência, em espírito de solidariedade e ajuda recíproca.

De seguida, começaram a redigir a tradicional Exortação para a Quaresma. Assim, para o ano de 2023, a sua mensagem centra-se na Esperança cristã e tem como título: “Sejamos testemunhas da Esperança que habita em nós! “Ao escolher este tema, os Bispos querem exprimir a sua comunhão e a sua solidariedade com todos os homens e mulheres, seus concidadãos, que sofrem diariamente por causa da doença, da guerra, das precaridades da vida, dos danos causados ​​pelas intempéries. Para todos, lançam um apelo à esperança que se enraíza em Deus e ultrapassa as limitações humanas. Ela não cessa de lembrar ao homem a presença incondicional de Deus na sua vida, para o escutar, para falar com ele e para o apoiar. Além disso, com esta Exortação, os Bispos querem ajudar todos os baptizados a tomarem consciência da sua missão como testemunhas de Esperança no meio deste mundo, sujeito a todo o tipo de sofrimento, porque a Igreja é profética e sinal de esperança.

Os Bispos também trocaram algumas ideias sobre a futura Carta Pastoral que desejam dirigir a todos os fiéis leigos das suas Dioceses, insistindo nos dois pólos de compromisso que são a Igreja e a Sociedade. Com esta Carta desejam levar os fiéis leigos do Senegal, Mauritânia, Cabo Verde e Guiné-Bissau, a redescobrir e a assumir plenamente o seu papel e o seu lugar na vida das respectivas Igrejas e sociedades, como baptizados e cidadãos.

Além disso, os Bispos voltaram a falar da sua recente visita "Ad Limina a Roma", de 11 a 18 de outubro em Roma, para reter juntos os ensinamentos e as orientações a serem traçadas para eles e para os fiéis, especialmente do encontro que tiveram com o Santo Padre e com seus vários colaboradores nos Dicastérios. A visita foi uma oportunidade para os Bispos se reunirem junto aos túmulos dos Santos Apóstolos, Pedro e Paulo, Pilares da Igreja, e manifestarem a sua comunhão pastoral com o Papa.

Procederam também à elaboração do Regulamento Interno da Conferência Episcopal. Esta disposição complementa os Estatutos da Conferência Episcopal revistos e aprovados durante a Sessão realizada em Thiès em novembro de 2019. Ajuda a fortalecer a colegialidade entre os Bispos e o bom funcionamento da caminhada Sínodal dentro da Conferência Episcopal.  

ENCONTROS
  

- O Núncio Apostólico


Os Bispos encontraram Sua Excelência Monsenhor Waldemar Stanislaw SOMMERTAG, Núncio Apostólico, acompanhados por Pe. Micael Carlos ANDREJZWSKI, Secretário da Nunciatura Apostólica. Recém-nomeado para a Representação Diplomática da Santa Sé em Dakar, a missão do Núncio Apostólico abrange o Senegal, a República Islâmica da Mauritânia, Cabo Verde e Guiné-Bissau. A sua presença entre os Bispos, por ocasião da Sessão Ordinária, é sempre aguardada, como representante pessoal do Santo Padre, o Papa Francisco. Isto traduz a certeza da proximidade espiritual do Papa, bem como a sua afeição pessoal. Desejam uma boa e santificadora missão ao Núncio Apostólico.  

O Comitê de Pilotagem da Universidade Católica da África Ocidental / Unidade Universitária de Ziguinchor (UCAO / UUZ)

Os Bispos receberam, durante a sua Sessão, o relatório anual do Comité de Pilotagem do projecto de criação da Unidade Universitária de Ziguinchor (UUZ) em Coubalan, para se inteirarem do andamento do projecto.

Perante os obstáculos encontrados na implantação do projeto no terreno, apesar dos enormes investimentos realizados e das múltiplas etapas, os Bispos manifestaram a sua profunda preocupação por uma iniciativa que pretende contribuir para o desenvolvimento do país. Eles pediram aos responsáveis ​​pelo projeto que encontrem urgentemente uma alternativa viável.  

APELOS


- Os Bispos estão preocupados com a atual crise económica que afeta a vida de muitas populações, devido ao alto custo de vida. Eles convidam os governantes a consolidar os esforços de resiliência para melhor atender às necessidades das populações, especialmente aos mais vulneráveis. Além disso, eles convidam os seus concidadãos a uma maior solidariedade. Incentivam as Caritas diocesanas a estar cada vez mais atentas e próximas das populações mais necessitadas.

- Perante o clima social e político tenso aqui e acolá, nos seus respectivos países, os Bispos alertam todos os atores, especialmente os políticos, para os perigos da divisão, da calúnia e da violência. Eles lembram a todos o dever de honestidade, lealdade e respeito para com seus concidadãos e militantes. Dizem: “Não à violência, à manipulação das consciências e das opiniões! ". Todos eles convidam a defender o interesse geral. Também chamam a atenção de todos, especialmente dos jovens, para o uso responsável e respeitoso das redes sociais.  

- A questão da segurança nos nossos países e na nossa sub-região preocupa também os Bispos. De facto, eles observam que há um aumento gradual da violência multifacetada, às vezes devido às ideologias que defendem a exclusão e a intolerância, com base na religião, origem, cultura, etnia ou filiação política. Consequentemente, desafiam as populações a uma maior abertura, tolerância, diálogo; as autoridades, à vigilância e à promoção da justiça, equidade, paz e coesão social.  

AGRADECIMENTOS  


Os Bispos, dando graças a Deus pelo bom desenrolar do seu encontro, saúdam e agradecem calorosamente a Diocese de Kolda - sacerdotes, religiosas, religiosos e fiéis leigos - em torno do seu Pastor Monsenhor Jean Pierre BASSENE, pelo acolhimento fraterno prestados a eles durante sua agradável estadia. Por ocasião do encerramento de seu sínodo diocesano, eles participam da ação de graças da comunidade cristã de Kolda. Desejam que vivam intensamente as orientações e resoluções resultantes deste Sínodo, para um enraizamento mais profundo do Evangelho.

Eles expressam também a sua gratidão ao Governador da Região de Kolda, às autoridades administrativas e municipais da cidade de Kolda, por todas as deligências tomadas para o sucesso do seu Encontro. Estes agradecimentos estendem-se também às autoridades presentes na cerimónia de abertura, bem como ao pessoal do Centro «Les Six Jarres», pelo bom acolhimento e pelo serviço prestado.  

Juntamente com o mundo rural, os bispos agradecem a Deus pelas abundantes chuvas que caiu em todo os seus países e expressam sua solidariedade para com as vítimas das inundações  e apresentam as suas condolências às famílias que perderam seus entes queridos.  

Ao seu confrade Monsenhor José Lampra CA, Bispo de Bissau, em provação dada a sua situação de sua saúde, desejam uma rápida recuperação. Rezam com os fiéis das dioceses de Bafatà e Ziguinchor, para que o Senhor lhes dê os pastores de que necessitam.

Finalmente, imploram as bênçãos e graças divinas sobre o Senegal, Mauritânia, Cabo Verde e Guiné-Bissau, por intercessão da Bem-Aventurada Virgem Maria, Estrela da Esperança, Nossa Senhora do Temento.  

Feito em Kolda, sábado, 12 de novembro de 2022,
os Bispos da Conferência Episcopal