Família Igreja Doméstica Testemunha da Esperança

278008587 776180053373696 7761974270315214781 n

O Bispo da Diocese de Santiago de Cabo Verde, Cardeal Dom Arlindo Furtado, afirmou ontem, (10 de abril) durante a homilia da missa de Domingo de Ramos, que celebrou na Igreja Pró-Catedral de Nossa Senhora da Graça, "a espada da fé é fundamental para continuarmos a nossa caminhada com Jesus".

Iniciou a sua reflexão, convidando os fiéis presentes na missa a meditarem sobre o que aconteceu com Jesus, por causa de nós, por nosso amor, para nossa Salvação.

Segundo o Cardeal, Jesus sofreu muitas tentações e pressões, por parte dos seus inimigos, mas sempre soube ultrapassá-las com muita serenidade, pois Ele vive em conformidade com o Pai.

"Cristo verdadeiro Deus e verdadeiro homem age como homem permanentemente em conformidade com a sua realidade divina, porque Ele se assume e não dá tréguas ao demónio, a tentações e às pressões exteriores".

O prelado de Santiago continuou dizendo que é no Pai que Jesus põe a sua esperança, a sua confiança e nos ensina que o mesmo acontece connosco.

Nós, enquanto discípulos de Cristo no mundo, sofremos pressões e tentações semelhantes, admite Dom Arlindo.

Pressões que vêm dos amigos, pressões que podem vir da própria família, dos colegas de trabalho, da política em vigor em determinadas circunstâncias, das ideologias que tentam direta ou indiretamente banir do mundo e da sociedade os valores cristãos, evangélicos, e tentam pressionar e banalizar o mais que podem o fermento do Evangelho, a mensagem salvadora de Jesus, elenca.

Diante de todas as formas e feitios de pressões, o Bispo questiona: Como é que nós havemos de defender? "Como havemos de preservar a presença atuante de Cristo Salvador na Igreja, na sociedade e no mundo?" A resposta do nosso Bispo parece simples, mas exige de nós uma adesão a Deus.

Para ele, a nossa Salvação está na nossa adesão ao Pai. É preciso ter essa adesão, ter essa fé, para puder enfrentar em união com Deus, e vencer todas as tentações, todas as pressões, todas as tentativas de nos desviar do nosso lugar e do nosso caminho, da nossa forma de viver e de agir. É Deus que nos protege e nos defende.

Um outro aspeto muito importante sublinhado pelo Bispo e que parece estar intimamente ligado à adesão ao Pai, é o convite que ele nos endereçou: "Temos que nos munir da espada da fé".

A espada da fé é fundamental, para continuarmos a nossa caminhada com Jesus, ela nos faz perceber que estamos permanentemente em união com Deus e nos enche de coragem para o combate. Não se trata de uma espada de "cortar orelha, de cortar a cabeça," mas, a espada da adesão a Deus como Jesus Cristo, alerta o Bispo.

Por fim, salientou a necessidade que temos de olhar para Cristo e pedir a força de que precisamos, para que possamos seguir os seus passos, assumindo a nossa identidade de filhos de Deus, de morada do Espírito Santo e procurando ser fiéis no cumprimento da nossa missão de sermos discípulos missionários.

"Cristo é muito mais do que exemplo. Ele é a nossa vida. É a vida da nossa vida. Mas, como verdadeiro homem, a sua forma de se comportar é para nós um modelo, é o paradigma", concluiu o nosso Bispo.