Família Igreja Doméstica Testemunha da Esperança

277913258 401618541394405 2866965216194890375 n

A Semana Santa é a Semana maior, na vida de um cristão Católico. É uma semana em que somos chamados a caminhar e a viver com os olhos postos no infinito e fixo na Cruz de Cristo. Da Cruz nos vem a glória, a graça que necessitamos para abraçarmos a alegria da Ressurreição.

A Celebração do Domingo de Ramos retrata a entrada triunfante e gloriosa de Jesus em Jerusalém. Enquanto ia montado num jumentinho, aclamaram-no com as palmas e os ramos, sinais populares da vitória, manifestando deste modo, que a sua morte na cruz é um caminho de vitória, precisamente porque esta morte destruiu a morte para sempre.

"Hossana, ao Filho de David! Bendito o que vem em Nome do Senhor", eis o grito daqueles que acolheram Jesus em Jerusalém. Expressão essa, que proclama e reconhece Jesus, como o Messias prometido pela boca dos profetas, de geração em geração. A Celebração deste dia traz consigo vários símbolos, que precisam ser descodificados para uma maior compreensão dos mistérios que a envolvem.

OS RAMOS VERDES

Este era um costume popular na tradição oriental. Os heróis, os grandes eram aclamados com ramos verdes, simbolizando a imortalidade da sua glória. Jesus, ao ser aclamado com ramos verdes é um pré-anúncio da sua vitória sobre a morte. Como Ele próprio diz (Eu tenho poder de dar a minha vida e de a retomar). Na oração de bênção de ramos lemos: "Aumentai, Senhor, a fé dos que esperam em Vós e ouvi com bondade as nossas humildes súplicas, para que, aclamando com estes ramos a Cristo vitorioso, permaneçamos unidos a Ele e dêmos fruto abundante de boas obras". Cada ano, somos convidados a celebrar a vitória interior, a vitória sobre o pecado, que nos assegura a Salvação eterna, que nos foi trazida e oferecida por Jesus na Cruz.

HOSSANA

No Antigo Testamento, o termo "HOSSANA", aparece como uma aclamação solene dirigida a Deus, cujo significado é: "salva", "dá saúde", "ajuda-nos agora". Era utilizada para pedir a Salvação e a remissão dos pecados e também a prosperidade no ano novo, a chuva, etc. Já no Novo Testamento, a palavra "HOSSANA" ganhou novo contorno, um significado mais profundo. Os Judeus aclamavam com ramos e só cantavam "HOSSANA" ao próprio Deus e nunca a um rei. Por isso, os Fariseus, ficaram indignados com a reação do povo que aclamava e cantava "HOSSANA" a Jesus. Ficaram com medo, pois o povo reconheceu a divindade de Cristo, a sua messianidade. De facto, o HOSSANA do Domingo de Ramos é o reconhecimento de que Jesus é o Messias, o Redentor dos Homens.

A NARRAÇÃO DA PAIXÃO

Se no Domingo de Ramos comemoramos a entrada triunfante de Jesus em Jerusalém, porque é lida narração da Paixão? É simples! A narração da paixão sublinha o aspeto de que a vitória de Cristo se obtém através do sofrimento e da morte.

Que esta semana seja vivida com alegria espiritual e cheio de amor! Abramos o nosso coração à ação do Espírito Santo para que envolvidos pelo seu toque, busquemos contemplar Jesus com a máxima expressão do silêncio. O amor vence sempre! Jesus vence, reina e impera!