Sínodo 2018: "Os jovens devem ser sujeitos do anúncio do Evangelho"

No terceiro dia da XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, em andamento no Vaticano, os padres sinodais assumiram que "Os jovens não devem ser objeto, mas sujeito da proclamação do Evangelho". A ideia defendida é a de um renovado protagonismo missionário na Igreja, no campo social e político, para que as novas gerações sejam fermento e luz do mundo, artífices da paz e da civilização do amor.

"A Igreja é chamada a ser mãe e lar, empatia e escuta, voz dos que não tem voz, especialmente para os que se encontram em situações difíceis, pedras descartadas que, graças ao anúncio da Boa Nova, podem se tornar "pedras angulares" na construção de um mundo melhor".

Ainda durante a sessão da tarde de quinta feira (04 de outubro), os padres sinodais alertaram para o consumismo no Ocidente que corre o risco de apagar o entusiasmo da juventude, que muitas vezes, é desorientada, sem ideais e sem fé também por causa das novas ideologias.
Por isso, há necessidade urgente de uma pastoral renovada, capaz de ouvir e de transmitir o olhar amoroso de Jesus, como também de se expressar com uma linguagem jovem, além daquela digital.

Por fim, a Igreja deve dar maior assistência e acompanhamento espiritual aos jovens, colocando em evidência os valores eternos, que levam à verdadeira felicidade mediante uma proposta evangélica segundo seu período de maturação. 

Contactos

DIOCESE DE SANTIAGO
Avenida Amílcar Cabral/Largo 5 de Outubro
CP 46 - 7600 Praia - Cabo Verde
Telf (00238) 2611119
Fax (00238) 2614599

Email: diocese@diocesesantiago.org