Sínodo 2018 D. Arlindo Furtado: “Partir dos jovens para chegar a outros ambientes”

Já perto da apresentação do documento final do sínodo dedicado aos jovens, que termina nesse domingo, o bispo da Diocese de Santiago de Cabo Verde, D. Arlindo Furtado, disse que o sínodo deve apresentar respostas para o vazio sentido por milhões de jovens. a Igreja deve procurar fazer todos os possíveis para envolver os jovens com a sua dinâmica, alegria, esperança, oportunidade, de investir as suas energias e criatividade, porque uma vida sem Deus, uma vida muito individualizada e virtual, acaba por criar em qualquer pessoa um certo vazio e um desejo de mais e melhor.

“Se a Igreja quer continuar a ser uma Igreja dinâmica, viva, tem de usar todas as forças e recursos, e um dos principais recursos são os jovens. Devem ser preparados, fazer a experiência de Jesus Cristo, assumir a paixão por Jesus Cristo, aquecer o seu coração, mediante a Palavra e a presença de Jesus Cristo como os discípulos de Emaús, que foi a imagem deste Sínodo”.

D. Arlindo Furtado afirma ainda que, após mais de 20 dias de trabalho, tem surgido a convicção de que a missão das comunidades católicas junto das novas gerações tem de “partir dos jovens”, para chegar a outros ambientes.

“Hoje grande parte da população mundial é jovem, e têm de ser os jovens a chegar a eles. Quer pela linguagem, pela mentalidade, pelos hábitos, pela capacidade de encontro com essas pessoas, só os jovens podem chegar lá, nós, os adultos, não temos hipótese”.

O Sínodo dos Bispos, iniciado a 3 de outubro, discute e aprova, este sábado, o Documento Final e uma Carta aos Jovens; no domingo, o Papa Francisco preside à Missa conclusiva da assembleia, na Basílica de São Pedro, pelas 10h00, hora local. 

Contactos

DIOCESE DE SANTIAGO
Avenida Amílcar Cabral/Largo 5 de Outubro
CP 46 - 7600 Praia - Cabo Verde
Telf (00238) 2611119
Fax (00238) 2614599

Email: diocese@diocesesantiago.org