PAPA FRANCISCO PEDE CORAGEM PARA FAZER CRESCER O REINO DE DEUS

Durante a Missa celebrada na Casa Santa Marta, no Vaticano, o Papa Francisco pediu à Igreja a coragem para fazer crescer o Reino de Deus, usar a esperança, mesmo que pareça pequena, para plantar a semente do Espírito Santo.

“A esperança que nos leva à plenitude – explicou –, a esperança de sair desta prisão, desta limitação, desta escravidão, desta corrupção e chegar à glória: um caminho de esperança. E a esperança é um dom do Espírito. É propriamente o Espírito Santo que está dentro de nós e leva a isso: a algo grandioso, a uma libertação, a uma grande glória. E para isso, Jesus diz: ‘Dentro da semente de mostarda, daquele grão pequenininho, há uma força que desencadeia um crescimento inimaginável’”.

Essa força “é o Espírito Santo que habita em nós e nos dá esperança”. Francisco explicou que essa força interior, essa esperança “cresce a partir de dentro, não por proselitismo, mas através do Espírito Santo”.

Neste sentido, o Santo Padre encorajou os membros da Igreja a deixar que essa semente cresça com a força do Espírito, pois “muitas vezes nós vemos que se prefere uma pastoral de manutenção e não deixar que o Reino cresça. Para que o Reino cresça é preciso coragem: de lançar o grão, de misturar o fermento”.

O Pontífice encorajou a não ter medo de sujar as mãos ao plantar a semente do Reino de Deus. “Ai daqueles que pregam o Reino de Deus com a ilusão de não sujar as mãos. Estes são guardiões de museus: preferem as coisas belas, e não este gesto de lançar para que a força se desencadeie, de misturar para que a força faça crescer”.

Esta é a mensagem de Paulo na carta aos Romanos. “Esta tensão que vai da escravidão do pecado, para ser simples, à plenitude da glória. E a esperança é aquela que vai avante, a esperança não desilude: porque a esperança é muito pequena, a esperança é tão pequena quanto o grão e o fermento a ajuda a crescer”.

“A esperança é a virtude mais humilde”, explicou o Papa e concluiu insistindo que é necessária a coragem “que leva em frente o Reino de Deus”.

Evangelho comentado pelo Papa Francisco:

Lc 13, 18-21

Naquele tempo, 18Jesus dizia: “A que é semelhante o Reino de Deus, e com que poderei compará-lo? 19Ele é como a semente de mostarda, que um homem pega e atira no seu jardim. A semente cresce, torna-se uma grande árvore, e as aves do céu fazem ninhos nos seus ramos”. 20Jesus disse ainda: “Com que poderei ainda comparar o Reino de Deus? 21Ele é como o fermento que uma mulher pega e mistura com três porções de farinha, até que tudo fique fermentado”.

 Fonte: VATICANO

Contactos

DIOCESE DE SANTIAGO
Avenida Amílcar Cabral/Largo 5 de Outubro
CP 46 - 7600 Praia - Cabo Verde
Telf (00238) 2611119
Fax (00238) 2614599

Email: diocese@diocesesantiago.org