JUBILEU DE OURO E DE PRATA DE CONSAGRAÇÂO RELIGIOSA

As Irmãs Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus e as Filhas do Coração de Maria em ritmo de Jubileu de 25 e 50 anos consagração religiosa

As congregações das Missionárias Reparadoras do Sagrado Coração de Jesus e a das Filhas do Sagrado Coração de Maria estão em ritmo de Jubileu de prata e de ouro para algumas das suas irmãs, todas cabo-verdianas.

As celebrações aconteceram ontem, dia 26, nas paróquias de Santa Catarina e de São Miguel Arcanjo, na Ilha de Santiago, presididas, respectivamente, por Dom Paulino Évora, bispo emérito de Santiago e pelo Cardeal Arlindo Furtado, bispo de Santiago de Cabo Verde.

Na Igreja de S. Miguel deram graças a Deus pelos 25 anos da sua consagração as religiosa as seguintes irmãs, Filhas do Sagrado Coração de Maria: Isabel Montrond, Maria Lucinda Lopes e Maria Segunda Pereira. Depois da Missa houve um almoço de confraternização depois da celebração litúrgica.

A paróquia de Santa Catarina acolheu as BODAS DE OURO das Irmãs Hermínia Tavares, Alice Furtado, Lídia Freire, Maria Augusta Pinto e Francisca Martins, bem como das BODAS DE PRATA das Irmãs: Felisberta Araújo ,Maria José Correia e Marina.

A Eucaristia teve início por volta das 10.30 e foi presidida por Sua Excelência Reverendíssima D. Paulino Livramento Évora, bispo emérito. Durante a homilia, ele colocou a tónica na importância da consagração do cristão pelo baptismo e exaltou a Vida consagrada disponibilidade para a total consagração a Deus.

Lembrou que a vida religiosa é um «serviço à Igreja » e voltou muitas vezes ao tema da «importância do serviço ao irmão, já que Jesus encheu a sua vida de exemplos de serviço, e Deus não sabe fazer outra coisa senão servir». Daí que, citou o provérbio, «quem não vive para servir, não serve para viver».

No fim da homilia, Dom Paulino deixou desafios a cada membro da assembleia, sobre como viver a oração, o serviço e perguntou no fim, como responderia cada um hoje ao apelo de Deus para se consagrar ao serviço dos irmãos, «como fizeram estas nossas irmãs»?

No fim da celebração a Irmã Lídia, em nome das Irmãs, entoou «Nu ta da graça, Nhor Dés», agradecendo pelos 25 e 50 anos de consagração religiosa das suas irmãs; pela paróquia que viu nascer 4 irmãs que celebram o jubileu de ouro, onde foram baptizadas e de onde partiram para responder ao apelo do Senhor.

Agradeceu ao Bispo Dom Paulino que havia presidido ao jubileu dos 25 anos e que «sempre as apoiou na caminhada», aos sacerdotes, aos familiares e aos muitos amigos que vieram das ilhas e da diáspora e a todos os que trabalharam para este jubileu de prata e de ouro.

A Ir. Lídia e Dom Paulino desafiaram os jovens seguir a voz de Deus «que chama para muitos serviços» na Igreja. «Se ouvirem, não finjam que não estão a ouvir». advertiu. Após a celebração houve um almoço de confraternização no Centro Calvário.

Contactos

DIOCESE DE SANTIAGO
Avenida Amílcar Cabral/Largo 5 de Outubro
CP 46 - 7600 Praia - Cabo Verde
Telf (00238) 2611119
Fax (00238) 2614599

Email: diocese@diocesesantiago.org