MISSA DA PÁSCOA: CARDEAL APONTA PROBLEMAS SOCIAIS E EDUCAÇÃO INTEGRADA COMO SOLUÇÃO

«Não deixemos que o mundo nos desvie da pessoa de Jesus Cristo que é a chave da nossa existência, do nosso presente do nosso futuro» - Cardeal Dom Arlindo na Missa de Páscoa.

Este foi um dos vários apelos muito directos que o cardeal dirigiu aos fiéis reunidos na pro-catedral  de Nossa Senhora da Graça que, mais uma vez foi pequena para acolher tantos fiéis por ocasião da Páscoa da ressurreição. 

Desejosas dos ensinamentos do cardeal, várias centenas de fiéis quiseram celebrar a Páscoa na «Igreja mãe», e acabaram por ficar nas laterais e em frente da Porta Principal onde foram colocadas cerca de 200 cadeiras.  Pra apoiar quem ficou fora do templo, foi montado um sistema de som e dois monitores de vídeo, com grande sucesso para alegria dos pastores e dos fiéis. 

O Pároco, Padre Ima, referiu que a diáspora vem seguindo a transmissão das celebrações via facebook , no endereço «Pascom nossa senhora da Graça - Praia». (Pascom é abreviatura de pastoral da Comunicação).

Depois das leituras o presidente da celebração saudou afectuosamente a todos e foi ajudando os fiéis a interiorizarem o sentido da Páscoa, «fonte da nossa fé e da nossa alegria», disse.

Na missa transmitida pela TCV, que atinge também a nossa Diáspora, Dom Arlindo exortou os cristãos com clareza: « Não deixemos que o mundo nos roube a esperança; não deixemos que a nossa vida se esvazie de positividade: Cardeal dom Arlindo Furtado. «Não deixemos que o mundo nos queira distrair e desviar da pessoa de Jesus Cristo que é a chave da nossa existência, do nosso presente do nosso futuro, da nossa vida».

Para o cardeal, «Graças a Deus nos temos esta convicção.... E ainda: «devemos deixar para trás as trevas, da indiferença, do desamor...  e ir levar a  Boa Nova de Jesus ressuscitado»

Falando da  actual «crise na nossa sociedade», que é evidente, Dom Arlindo, notando que as pessoas estão vivendo na trivialidade, em coisas que não dão fundamento  acabou lançou mais um veemente apelo às mulheres, às mãe e educadoras, conselheiras,  para que «com a sua capacidade de intuir as coisas e de captar o que é essencial da vida, das pessoas, da  família e da humanidade; com a sua capacidade de exercer a generosidade ... ajudem a igreja e a sociedade educar os nossos rapazes, os nossos meninos, os homens, os vossos maridos, os vossos filhos, os vossos companheiros»...

Para o bispo de Santiago, tal educação não deve ser «de uma  forma sectária, mas num sistema integrador: homens e mulheres, juntos, os pais juntos, as pessoas juntas, numa atitude de complementaridade» porque, afinal, «Juntos seremos mais felizes», disse Dom Arlindo.

Contactos

DIOCESE DE SANTIAGO
Avenida Amílcar Cabral/Largo 5 de Outubro
CP 46 - 7600 Praia - Cabo Verde
Telf (00238) 2611119
Fax (00238) 2614599

Email: diocese@diocesesantiago.org