14ª EDIÇÃO DAS CONFERÊNCIAS QUARESMAIS COM TRANSMISSÃO «ON LINE

«Estamos on line», anunciou o Pe. António Manuel (Ima), Pároco de Paróquia de Nossa Senhora da Graça, perante centenas de fiéis enquanto fazia um historial das conferências e apresentava a 14ª edição das conferências quaresmais da paróquia-Mãe das paróquias da cidade.

A paróquia de S. Salvador do Mundo estava seguindo em directo a conferência, e participou na hora das perguntas ao conferencista. O Pe. Ima agradeceu ao Pe. Adérito, pároco nos Picos, a ideia e ajuda materialização da transmissão on line via facebook em sintonia com a equipa de N. Sra da Graça.

Uma outra novidade é o próprio tema, já que nestes 14 anos de «conferências quaresmais» nunca se tinha debruçado sobre o tempo da Quaresma. Declarada aberta esta edição pelo padre João Augusto, vigário Geral da diocese, entrou o Pe. José Constantina Bento, pároco de Nª Sra do Socorro, para começar a falar da relação entre a Quaresma e o carnaval e entre a quaresma e a Páscoa.

O carnaval «põe a nu a nossa realidade – e até as pessoas, comentou, e precisamos nos dar conta que «estamos ´sujos` e precisamos de purificação dos excessos e de nos revestir da graça de Deus. Isto mesmo simboliza as Cinzas, que antigamente servia para limpar as panelas. Elas voltavam a brilhar de novo.

Sobre a Quaresma e a Páscoa, lembrou que sem esta, não faz sentido o tempo da Quaresma. Um tempo que é mesmo «em pedaço» do ano litúrgico, explicou, e de preparação específica para a Páscoa, centro da Festa cristã.

O conferencista fez o historial da quaresma, do simbolismo bíblico do nº 40, dos aspectos litúrgicos etc, e depois centrou-se em aspectos essenciais da mensagem do Papa Francisco para esta quaresma, como por exemplo, a questão das privações como o Jejum.

Entretanto, referiu que a Quaresma apela mais à libertação das amarras que nos escravizam, como o comer, o possuir, a vanglória, enfim, «as tentações» de que Jesus se livrou. E nós nos esquecemos desta face libertadora da Quaresma, comentou.

Depois de uns 40 minutos de explanação seguiu-se um tempo de diálogo com o apresentador em forma de perguntas-respostas. A animação musical esteve a cargo da paróquia de S. Paulo Apóstolo, Palmarejo.

Temas ligados às FESTAS, em que se vai explorar a relação festas litúrgicas e festas populares e às celebrações da páscoa no antigo e no novo Testamento vão ser abordados. O último conferencista será o cardeal Dom Arlindo, bispo da diocese de Santiago de Cabo Verde, que vai aprofundar o sentido da Páscoa, a mãe de todas as celebrações litúrgicas.

As conferências terminam a 25 de Março.

Contactos

DIOCESE DE SANTIAGO
Avenida Amílcar Cabral/Largo 5 de Outubro
CP 46 - 7600 Praia - Cabo Verde
Telf (00238) 2611119
Fax (00238) 2614599

Email: diocese@diocesesantiago.org